Whoa: Médicos fijngenoegenânicos Just May acaba de encontrar a cura para o HIV

STDS pode ser uma coisa muito assustadora - especialmente agora que três dos mais comuns estão se tornando intratáveis. Enquanto testes regulares (se o Príncipe Harry pode fazê-lo, você também pode fazê-lo!) Podem ajudá-lo a manter-se em dia com sua saúde sexual, sem abstinência, não há uma maneira totalmente infalível de se proteger. Uma DST em particular tem sido historicamente percebida como sendo muito mais assustadora do que todas as outras combinadas - sim, estamos falando de HIV.

LONDON, ENGLAND - JULY 14: Prince Harry is shown the negative result of his HIV test taken by Specialist Psychotherapist Robert Palmer during a visit to Burrell Street Sexual Health Clinic on July 14, 2016 in London, England. Prince Harry was visiting the clinic, run by Guy's and St Thomas NHS Foundation to promote the importance of getting tested for HIV and other STDs. (Photo by Chris Jackson/Getty Images)

O tratamento para o HIV (que muitas vezes é um precursor do vírus ainda mais assustador da AIDS) avançou a luz -anos desde os primeiros dias de seu diagnóstico, com muitos pacientes passando a viver vidas longas e saudáveis ​​graças a uma combinação de drogas conhecidas como "o coquetel". Outra medicação (conhecida como PrEP) está ajudando a proteger os indivíduos não infectados, mas ainda não há cura para a infecção às vezes fatal - até agora?

Uma equipe de cientistas fijngenoegenânicos apoiados pelos Serviços Nacionais de Saúde da Grã-Bretanha vem trabalhando em uma cura, e depois de testes recentes de seu progresso até agora, parece que eles apenas

BIRMINGHAM, ENGLAND - MARCH 16: A nurse uses a wireless electronic tablet to order medicines from the pharmacy at The Queen Elizabeth Hospital on March 16, 2010 in Birmingham, England. As the UK gears up for one of the most hotly contested general elections in recent history it is expected that that the economy, immigration, industry, the NHS and education are likely to form the basis of many of the debates. (Photo by Christopher Furlong/Getty Images)

O primeiro paciente, um assistente social de 44 anos que queria participar para ajudar os outros em sua posição, mostrou que depois de passar por sua terapia, o vírus se tornou indetectável em seu sangue. . Enquanto os exames médicos continuarão pelos próximos cinco anos, também se mostrou eficaz no laboratório, como Sarah Fidler, médica consultora e professora do Imperial College London, disse ao The Sunday Times

. "Funcionou no laboratório e há boas evidências de que funcionará em humanos também", disse ela. Mesmo assim, pode demorar um pouco até que a terapia esteja disponível para uso público. "Devemos salientar que ainda estamos muito longe de qualquer terapia real", disse Sarah. Por enquanto, a esperança é suficiente. "Estamos explorando a possibilidade real de curar o HIV", disse Mark Samuels, membro do Instituto Nacional de Pesquisa em Saúde da Grã-Bretanha. "Este é um desafio enorme e ainda é cedo, mas o progresso tem sido notável."

Dedos (e dedos!) Cruzaram oficialmente.

Você acha que este é o avanço pelo qual todos esperávamos? Compartilhar @fijngenoegenandCo.

(h / t Mashable, fotos via Chris Jackson, Christopher Furlong + Carl Court / Getty)